Direção Hidráulica x Direção Elétrica – Qual é Melhor?



Saiba aqui qual tipo de direção é melhor, a Direção Hidráulica ou a Direção Elétrica.

O esforço nas manobras de estacionamento é algo que muitos motoristas reclamam. A primeira invenção para resolver este problema foi a direção hidráulica. Todavia, a assistência hidráulica esta perdendo lugar para a elétrica, que é mais eficaz e econômica.

A direção hidráulica é um recurso muito solicitado nos dias de hoje, pois garante conforto ao motorista e rapidez nas manobras. Um veículo pequeno dotado de direção hidráulica gasta 1.300 watts de energia em linha reta ou 4.300 watts em manobras.



Estima-se que um veículo sem direção hidráulica consuma bem menos energia, o equivalente a 470 watts, porque não há a necessidade de uma bomba hidráulica. O carro com direção hidráulica funciona com uma bomba hidráulica, algumas válvulas e um pistão de dupla ação atuando de modo a diminuir a força empregada pelo condutor na direção. Todavia, o sistema hidráulico está sendo substituído pela direção elétrica (a que não possui o sistema hidráulico), pois ela usa só um motor elétrico para reduzir o esforço no volante.

A vantagem deste sistema é sua capacidade de regular a pressão aplicada de acordo com a velocidade do veículo e diminuição considerável do consumo de combustível. É estimado o gasto de cinco por cento a menos de combustível do que no sistema de direção hidráulica.



A assistência elétrica tem inúmeras vantagens em relação à assistência hidráulica. Em primeiro lugar, é mais barata. E ela só é ativada ao se virar o volante, sendo que quando o veículo está em linha reta, o motor elétrico não é acionado, ao contrário da direção hidráulica que é acionado ao todo tempo.

Leia também:  Citroën DS3 - Lançamento em São Paulo - Fotos

O sistema elétrico de direção é mais vantajoso que o sistema hidráulico por ser independente do funcionamento do motor do veículo. Ademais, não se utiliza óleo em seu mecanismo, ao contrário do que ocorre no sistema hidráulico. Além disso, o risco de dar defeito é bem menor. Quando se tem algum defeito na direção hidráulica, por exemplo, é necessário trocar várias peças e o volante fica travado.

A única desvantagem no sistema elétrico e é em caso de ocorrência de pane no sistema elétrico. Todavia, se tal fato ocorrer, o condutor não chega a ficar sem direção e sim percebe que o volante está mais pesado.

Por Anneliese Gobbes Faria

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.