Seguro DPVAT – O Que é, Quem tem Direito, Cobertura, Como dar Entrada

  

Saiba aqui o que é, quem tem direito e como dar entrada no Seguro DPVAT.

Se você tem dúvidas sobre o que é o DPVAT e o que essa cobrança feita anualmenta acarreta, vem com a gente que a gente te explica direitinho o que é e como usá-la de forma correta.

O DPVAT é nada mais, nada menos que “Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre”. Entendeu? Não? Ok, vamos de novo. É um seguro obrigatório que todo proprietário de veículo deve pagar em conjunto ao IPVA. Em caso de não pagamento, o proprietário fica sujeito à penalidades, pois o automóvel não é considerado apto às consequências de fiscalização.

Veja também:  Toyota Corolla 2018 - Preço, Ficha Técnica e Principais Novidades

O seguro dá direito a todas as vítimas de acidente de veículos móveis o benefício de receber indenizações, incluindo passageiros e motoristas envolvidos. Para que o pagamento ocorra, não é levado em consideração culpados ou inocentes, mas sim a segurança de cada passageiro e condutor.

A cobrança difere de acordo com cada categoria de automóvel, podendo ser de passeio ou aluguel, caminhões, motos e ônibus. A média de valor para os de passeio é de R$105,65 (cento e cinco reais e sessenta e cinco centavos). Mais informações sobre valores devem ser consultados diretamente com o DPVAT, a partir do telefone (0800 022 12 04).

Vale relembrar que existem alguns veículos que são isentos do IPVA, mas o DPVAT continua valendo e sendo cobrado obrigatoriamente.

Veja também:  Carros SUV Mais Baratos do Brasil 2018



Outra informação importante é que, ainda que o DPVAT não esteja sendo pago em dia, ainda sim os envolvidos com o acidente possuem direito de receber a indenização.

Para receber o DPVAT, existe um prazo de três anos de limite de pedido para que a indenização seja concedida. Para isso, basta consultar os postos do DPVAT neste link. Os documentos para entrada do pedido podem variar, mas os mais simples costumam ser: B.O., a autorização para pagamento DPVAT e os documentos básicos das vítimas envolvidas.

Além disso, no DPVAT existem três tipos diferentes de cobertura: para caso de morte; em casos mais graves e que acarretem sequelas – o caso de invalidez permanente e, por último, para despesas com hospital, tendo valor máximo de dois mil e setenta reais por pessoa envolvida (vítima).

Veja também:  Volkswagen Saveiro 2018 - Características, Novidades

Para saber mais sobre o DPVAT, você pode acessar o site da Proteste a partir deste link.

Yamí de Araújo Couto






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.