Cheiro de Carro Novo pode fazer Mal à Saúde

  

Famoso \”cheiro de carro novo\” possui vapores de substâncias tóxicas que podem fazer mal à saúde.

A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego lançou o alerta a respeito dos riscos corridos por quem se expõe ao odor que possuem automóveis novos.

O cheiro possui vapores de substâncias altamente tóxicas, que podem trazer malefícios, indo de pequenos desconfortos até o desencadeamento de doenças graves. O cheiro se trata do resultado obtido quando os produtos utilizados na feitura do carro, tais como plástico, tinta, vinil, verniz, lubrificante, impermeabilizante, cola, tecido, entre outros, são expostos aos raios solares. Esses produtos, quando expostos ao calor, liberam vapores que são justamente os vapores que fazem o tal “cheiro de carro novo” existir.

Veja também:  Toyota Corolla 2018 - Preço, Ficha Técnica e Principais Novidades

Esses vapores tem em sua composição de substâncias altamente nocivas como acetona, benzeno, xileno, estireno, entre outros tóxicos. Essas substâncias, por sua vez, causam irritações de toda ordem, como nas vias respiratórias, mucosa, olhos e pele, por exemplo. Entre os perigos do contato com essas substâncias está inclusive o de desenvolver câncer.

Essas substâncias podem causar cefaléia, náusea, tontura, mal-estar, alergias, queixas respiratórias e edema.

O que cada uma dessas substâncias causa?

A acetona irrita as mucosas, causa redução na frequência cardíaca, surte efeito sobre o sistema nervoso central, além de causar broncoespasmos e diminuir o calor corporal.

O benzeno, por sua vez, é carcinogênico e também tem atuação no sistema nervoso central, desregulando a produção de glóbulos brancos, causa modificações na imunidade, altera os hormônios e atrapalha o desenvolvimento fetal.

Veja também:  Renault Kwid Elétrico - Lançamento no Brasil



Enquanto isso, o estireno, xileno e tolueno deprimem o sistema nervoso central e periférico, acarretando na alteração da coordenação motora, diminuindo a memória e reduzindo a concentração. Além disso, essas substâncias são tóxicas e também atrapalham o desenvolvimento fetal.

Como se prevenir

Medidas simples podem ser tomadas a fim de minimizar os malefícios das substâncias:

  • Ventilar o carro antes de entrar nele;
  • Evitar estacionar o carro no sol;
  • Evitar o sol no painel, usando proteção de para-brisa;
  • Não usar ar frio ou quente com as janelas fechadas.

É importante ficar atento ao realizar transportes de pessoas mais suscetíveis, como gestantes, idosos e crianças, além dos alérgicos e portadores de doenças respiratórias.

O mais importante é manter o carro sempre ventilado, portanto: janelas abertas. Ademais, o cheiro deve se despotencializar e dissipar depois de aproximadamente seis meses de uso do carro.

Veja também:  Honda City 2018 - Versões, Características

Carolina De Marco Brandenbergher






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.