Honda Fit sobre Recall por Problema no Tanque de Combustível.

  

Convocação atinge 842 unidades do modelo.

A montadora Honda anunciou na última segunda-feira, no dia 28 de novembro, o recall de pelo menos 842 unidades do seu modelo Fit. O motivo do reparo se dá por uma falha na solda que está localizada no bocal do tanque de combustível do mesmo.

Portanto, se você adquiriu um veículo Fit, fique ligado. Os exemplares que estão envolvidos no recall foram fabricados entre as datas de 20 de agosto até 24 de setembro do ano de 2015.

Em comunicado oficial divulgado pela fabricante do modelo Fit foi explicado que o defeito pode aumentar a chance de que combustível seja vazado, o que causaria incêndios, inclusive de grandes proporções. Sendo assim, a solução para o mesmo é que o tanque seja trocado por outro seguro.

Veja também:  Toyota Hilux SR Challenge e SW4 2018 - Lançamento e Preço

A numeração dos chassis envolvidos é a seguinte: 93HGK58 não seqüenciais; chassis entre 40FZ221338 e 40FZ224280; de 60FZ221691; 60FZ222494; 70FZ221225 e, por fim, 70FZ229139.

Quem tiver dúvidas sobre a substituição ou outro assunto relacionado ao recall da marca, pode entrar em contato pelo telefone disponibilizado pela Honda. O número é o seguinte: 0800-701-3432.

É importante ainda ressaltar que a troca começou no dia 30 de novembro, na quarta-feira, e segue até data não divulgada até o momento.




Recalls da Honda em 2016

Esse não é o primeiro recall da marca no ano de 2016. Em fevereiro, houve a substituição em 164.076 unidades de airbags defeituosos da fabricante japonesa Takata no Brasil. Os modelos envolvidos na ocasião foram: Honda Fit e Honda City.

Veja também:  Calendário IPVA SP 2018

Ainda em junho, outros 325.130 airbags precisaram ser trocados nos modelos Fit, City, Accord e Civic CR-V.

Conhecido como o maior recall da história, o mesmo foi caracterizado pela troca do insuflador localizado no airbag no lado do motorista. O defeito fazia com que objetos metálicos fossem lançados contra os ocupantes do carro assim que o airbag fosse aberto, ocasionando ferimentos de diversas proporções.

Sendo assim, inúmeros casos de mortes de ocupantes dos carros foram registrados em todo o mundo devido aos “airbags mortais”. Porém, o defeito não foi somente em carros da montadora Honda. No total, foram 50 milhões de veículos envolvidos e de diversas marcas, como as também consagradas BMW, Audi, Fiat, Jeep, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Subaru e Toyota.

Veja também:  Ford Ka e Ka+ 2018 - Novas Versões e Preços

Kellen Kunz






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.