Volkswagen T-Cross Breeze deverá ser produzido no Brasil





Modelo deverá ser fabricado em 2018 e irá concorrer com Nissan Kicks, Hyundai ix25, Jeep Renegade e Honda HR-V.

Prevista para chegar ao Brasil entre o fim de 2018 e o início de 2019, a próxima geração do Gol será baseada no novo Polo, onde na Europa os testes já começaram. No complexo da Volkswagen-Audi, em São José dos Pinhais, estão sendo feitas as plataformas para esta nova geração, uma versão mais curta do que as usadas no Audi A3 Sedan e Golf.

No mês de março deste ano, o Salão de Genebra, na Suíça, teve entre os seus inúmeros lançamentos, o T-Cross Breeze. O conceito deste veículo foi a inspiração para um crossover compacto que a VW está preparando para lançar, juntamente com o restante da família do Gol G7, onde uma versão hatch e o sedã Voyage foram lembrados.

Veja também:  Chevrolet Montana 2018 - Lançamento e Novidades

Conforme informações do site britânico "AutoExpress", este SUV compacto causará uma dificuldade na identificação da marca, uma vez que um visual bem esportivo foi adotado como sua principal característica. A política da empresa é batizar os seus utilitários com nomes que começam com a letra "T", por isso o nome "T-Cross" deve ser mantido.

O T-Cross Breeze estava equipado em Genebra com um motor 1.0 turbo (o mesmo utilizado no carro "Up", chegando a 110 cv), mas não sabe ao certo se o motor utilizado aqui será o mesmo, uma vez que a expectativa seja semelhante aos motores usados no seu "parente", o Golf. Motores de 1.6 16V MSI (120 cv) e 1.4 turbo (150 cv).

Veja também:  Honda CB Twister 250 - Moto ganha Selo de Maior Valor de Revenda

A fabricação desde modelo está prevista para começar no segundo semestre de 2018 aqui no Brasil e ele irá disputar a concorrência com o Nissan Kicks, o Hyundai ix25, o Jeep Renegade e o Honda HR-V, ficando este futuro modelo posicionado abaixo do Tiguan.





Uma outra expectativa é quanto aos equipamentos que farão parte do T-Cross. A versão do Golf nacional vem com câmbio Tiptronic, mais antigo do que aquele utilizado na Europa. Um câmbio automatizado DSG de dupla embreagem é utilizado por lá. Também se espera que este carro venha com tração integral, para diferencia-lo de alguns concorrentes.

Mas o que é fato afirmar é que aqui no Brasil esses carros terão menos equipamentos e será mais simples do que aqueles vendidos no comércio europeu.

Veja também:  Renault Captur 2018 - Lançamento, Novidades

Por: Fernando Dias



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.