Calibragem dos Pneus – Qual a Importância e Principais Riscos


Confira aqui os principais riscos de se dirigir com o pneu descalibrado.

O fato de deixar de lado a calibração dos pneus do carro dentro do período correto pode trazer diversos problemas para o veículo. Por exemplo, um pneu que não é calibrado com periodicidade pode ter sua vida útil reduzida em quase que pela metade. Outro ponto é que pode ocasionar um aumento de cerca de 4% no consumo de combustível e isso de acordo com dados divulgados pela Continental.

Vamos analisar melhor essa situação usando como exemplo o Chevrolet Onix, que como bem sabemos foi o carro mais vendido no país no ano passado. Os pneus sem a calibração correta poderão fazer com que o dono do carro gaste R$ 10 a mais todos os meses e isso considerando o consumo médio do Onix com câmbio automático e sendo um motor 1.4 movido a etanol.

Veja também:  Lista dos Carros Mais Roubados no Brasil em 2016

Mas a coisa toda não fica apenas nisso. Há riscos que ultrapassam os bolsos dos condutores de veículos. De acordo com Rafael Astolfi, atual gerente de assistência técnica da Continental, a calibragem incorreta é um perigo para o próprio carro e como consequência para quem estiver dentro dele.

Astolfi destaca que seria ideal mesmo é que os pneus fossem enchidos toda semana e, claro, respeitando a pressão que a montadora indica. Além disso, é bom procurar fazer a calibragem com os pneus ainda frios… procurar um posto perto de casa ajuda nisso.

Abaixo destacamos alguns riscos que uma calibragem incorreta dos pneus poderá causar ao carro e aos seus ocupantes. Confira:

– Desempenho pior na frenagem do veículo

O gerente da Continental destaca que a lateral do pneu é a parte que fica responsável por carregar a maioria da parte da carga do carro. Se caso houver excesso na calibragem a lateral pode ocasionalmente levantar demais e com isso o contato com o solo irá diminuir.

Veja também:  JAC T40 2018 - Lançamento do Novo Crossover no Brasil




Junte-se a isso o fato do carro precisar de um maior espaço para a frenagem, já que os chamados ombros dos pneus, ou seja, suas laterais, não possuem um bom contato com o solo.

– Danos causados por impacto

Se a pressão estiver baixa nos pneus, os mesmos acabarão ficando mais vulneráveis a sofrerem danos em suas laterais causados por impacto. Um choque com o meio fio ou uma simples queda em um buraco já pode ser motivo para causar o dano.

– Pneu fora da roda

Isso é uma exceção de acordo com Astolfi, mas pode acontecer. É o que se chama detalonamento. Para ocorrer é preciso que existam certas variáveis de fatores. Por exemplo, além da pressão baixa, o veículo pode estar muito pesado e ter pela frente uma curva fechada.

Veja também:  Lotus Exige Sport 380 - Lançamento e Ficha Técnica

Esses são apenas alguns simples exemplos que ilustram que passar periodicamente no posto para calibrar os pneus fará mais do que bem para o carro e para o condutor.

Por Denisson Soares



Anuncie seu carro no Carro Bonito. Mais de 1 milhão de visualizações mensais. Grátis por tempo limitado. Condições especiais para lojistas.