Anuncie seu carro no Carro Bonito. Mais de 1 milhão de visualizações mensais. Grátis por tempo limitado.

Recall do Citroen Aircross, C3 Picasso e Picasso – Problema no Freio


Montadora anuncia recall dos modelos fabricados em 2012. Problema pode ter sido ocasionado por causa de uma falha na montagem e no processo de fixação dos itens.

Enfrentando uma situação nada animadora, o setor automotivo brasileiro não para de receber más notícias, mesmo que estas se limitem a algumas fabricantes em específico.

Em época de baixas vendas, a Citroën anunciou na última semana um recall de três dos principais modelos das linhas vendidas no país e o motivo pode ser considerado grave, levando-se em consideração a segurança dos motoristas.

A fabricante francesa informou, na ultima terça-feira (dia 29), um número total de 627 unidades de seus veículos, número esse distribuído entre os modelos Aircorss (277 unidades), C3 Picasso (270 unidades) e C3 (com 80 unidades). As datas de fabricação e os chassis (não sequenciais) são respectivamente: 24/2/2012 a 24/4/2012 (CB570282 a DB500760), 14/2/2012 a 24/4/2012 (CB569902 a DB500779) e 26/3/2012 a 24/4/2012 (DB500423 a DB501633).

Veja também:  Calendário e Pagamento do IPVA 2017 MG

O defeito, que pode levar ao vazamento de fluido de freios, foi caracterizado pela empresa como uma falha na montagem e no processo de fixação desses itens. A substituição dos flexíveis de freio dianteiro foi a solução encontrada para garantir que não haja uma deficiência na frenagem do veículo e é de extrema importância para a segurança dos ocupantes dos carros e de terceiros, visto que o risco de acidentes causados pelo defeito, gerando todo tipo de dano aos envolvidos, é muito alto.





Os consumidores que identificarem os chassis e datas de fabricação em seus veículos podem prosseguir com o agendamento para o conserto do problema. As informações podem ser adquiridas no site www.citroen.com.br ou pelo telefone 0800 011 8088.

Veja também:  Valor do Seguro DPVAT 2017 - Tabela de Valores

Com a configuração atual do mercado brasileiro, vários setores vêm se destacando em um ranking não muito animador. A construção civil e o setor automotivo são destaques no cenário de crise que se instalou no país desde o início do ano. As montadoras, por exemplo, vêm enfrentando uma maré ruim e os números de desempregos, que já passam dos 12 mil, preocupam os especialistas (segundo a revista Exame).

Dentre as principais razões, o baixo número de vendas, sem dúvida, é apontado como o maior problema enfrentado pelas concessionárias e até mesmo pelas montadoras nacionais, que tiveram que diminuir o ritmo para garantir o mínimo possível de produção e venda.

Por Halifas Quaresma



Veja também:  Honda CR-V 2017 1.5 Turbo - Início da Produção