Transferência do Carro – Como Fazer e Documentos Necessários



Transferir o carro para um novo dono é uma tarefa bastante simples, porém, meio burocrática. Confira aqui todos os passos para você realizar a transferência de um veículo.

Existem basicamente três tipos de transferência de propriedade de veículos:

  1. Veículos provenientes de outros países;
  2. Veículos de outros estados;
  3. Veículos do mesmo município.

A transferência mais simples obviamente é a realizada dentro de um mesmo município, quando o endereço do comprador e do vendedor está localizado na mesma cidade.



Basicamente os documentos necessários para a transferência são:

  • Original e cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou de algum documento pessoal com foto (RG, Reservista);
  • Original e cópia do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do novo proprietário do veículo;
  • Original e cópia do comprovante de endereço;
  • Original e cópia do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);
  • Original do Certificado de Registro de Veículo (CRV) do proprietário anterior, preenchido em nome do comprador e com firma reconhecida;
  • Original e cópia do comprovante de pagamento da Taxa de Emissão do novo CRV (pagável com antecedência em agências bancárias) e comprovante de quitação de eventuais débitos, como IPVA, licenciamento e multas;
  • Decalque legível do chassi e do motor;
  • Formulário RENAVAM preenchido em duas (2) vias.
Veja também:  Novo Nissan Kicks 2021 - Novidades e Mudanças

Para a transferência de propriedade de veículo entre municípios do Estado de São Paulo ou até mesmo de outro estado para o estado de São Paulo, os documentos exigidos são os mesmos, mudando apenas os procedimentos a serem tomados como o pagamento da taxa de emplacamento e lacração e a troca da placa em uma unidade do Detran.



Para verificar se há alguma pendência quanto às taxas e multas, o proprietário pode pesquisar pela internet ou dirigir-se a uma unidade de trânsito do Detran no seu município.

Na maioria dos municípios do país, é exigida a vistoria de identificação veicular, devendo o proprietário levar o veículo a um dos locais indicados pela unidade de atendimento ou então comparecendo em uma Empresa Credenciada de Vistoria.

Veja também:  Peugeot Landtrek no Brasil - Novidades e Fotos da Nova Picape

Os decalques de chassi e motor serão extraídos pelo próprio agente vistoriador do Detran do estado em que está sendo realizada a transferência, exceto nos casos de difícil acesso à numeração do motor, quando o respectivo decalque poderá ser apresentado pelo proprietário ou substituído por um laudo de vistoria de ECV, na maioria das vezes identificado como Laudo Fotográfico e expedido pela própria Empresa Credenciada de Vistoria.

Os sites dos respectivos órgãos de competência para transferência de propriedade veicular (Detran) indicam as documentações necessárias, links para pesquisa de pendências e locais para vistoria e lacração. Na impossibilidade de acesso às pesquisas pela internet, Postos de Atendimento como Atende Fácil e Poupa Tempo ou até mesmo Delegacias podem direcionar o motorista a como proceder, além de obviamente utilizar-se de Despachantes Credenciados pelo órgão local para tal finalidade.

Veja também:  Fiat Strada 2021 - Especificações, Características

O custo do serviço é composto pela taxa de transferência e eventuais débitos pendentes, sendo que estes valores deverão ser pagos em um dos bancos conveniados, com o CPF (pessoa física) ou CNPJ (pessoa jurídica), para recolher a taxa e com o documento do veículo para obtenção do número do Renavam.

Francisco Sanches de Aguiar

Outros Conteúdos Interessantes

17 Comments

  1. Vendi meu carro, fiz como manda a lei, preenchi o dut reconheci firma e comuniquei o Detran, depois de 1 ano o rapaz se envolveu num acidente capotou o carro e deu pt no outro carro, e o veículo continuou no meu nome, resumindo a história 1ano e meio o processo e acabei de perder 50 mil reais de indenização para o outro rapaz do carro, parabéns pra esse governo de merda, fiz como manda a lei e acabei sendo prejudicado, sendo que o rapaz que se envolveu no acidente se quer o nome dele apareceu no processo vieram pra cima de mim parabéns aos juízes responsável pelo caso

  2. Olá bom dia vendi um Santana ano 86 que a placa é de São Paulo, sendo o comprador do estado do Paraná Cianorte como faço para fazer a transferência para essa pessoa sendo que o recibo de compra e venda está no nome da pessoa que comprei.

  3. Boa tarde gostaria de uma informação tenho que transferir um documento para meu nome mais não tenho nenhum comprovante de residência em meu nome serve da minha mãe ou irmão?

  4. Gostaria de saber qual o valor da tranferencia para o meu nome sendo o antigo proprietário de Porto Alegre e eu de Viamão, e se posso por no meu nome mesmo nao tendo carteira de habilitação.

  5. Olá, ha muita diferença de valor fazer a transferência do veiculo do mesmo município no detran ou no despachante?

  6. Gostaria de saber o preco para transferir um carro usado marca citroen ano 2008, poderia me informar o valor .. obrigado.

Deixe uma resposta para ed Carlos Oliveira Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.