Nissan Maxima tem interior renovado e vídeo divulga novidades



Mais informações do exterior do sedã, e sobretudo, o interior do Nissan Maxima 2016 foram apresentados recentemente de forma acidental no momento que um dos carros armazenados foi filmado. No vídeo, existe a possibilidade de verificar como o modelo terá bancos em couro, volante com base achatada, tela central no painel para o sistema de entretenimento e ar-condicionado digital de duas zonas.

Somado a isto, o modelo possui também câmbio automático. Mais detalhes do carro poderão ser apresentados nas próximas semanas, sendo que o sedã esportivo será disponibilizado com sua grade frontal em formato de “V” durante o Salão de Nova York, nos Estados Unidos, no dia primeiro de abril.



A Nissan iniciou no Japão, 1911. A companhia alterou de nome algumas vezes até ter o nome de Nissan. Os fundadores da empresa foram Kenjiro Den, Rokuro Aoyama e Meitaro Takeuchi. Em 1914, apareceu o primeiro veículo, o DAT. Em 1931, a companhia disponibilizou um automóvel, denominado Datson, que alterou de nome dois anos para Datsun.

Nos anos 60, o modelo Sylvia foi disponibilizado. Em 1963, o modelo de luxo, denominado de President, foi apresentado. Em 1966, a empresa se uniu a Prince Motor Company e iniciou a fabricação do Skyline. Em 1986, a picape Navara foi recebida no mercado. No mesmo ano, o Bluebird passava a integrar a história da companhia.



Nos anos 90, iniciava o modelo Primavera. Em 1992, foi disponibilizado o Micra na Europa. Em 199, devido a dificuldades financeiras, a Nissan fez uma aliança com a Renault. Três anos depois, a empresa também fez um acordo com a Toyota para fabricar veículos híbridos.

Presente no Brasil desde 1998, a Nissan iniciou a fabricação de veículos na fábrica que possui em compartilhamento com a Renault, em São José dos Pinhais (PR) em 2002, quando começou a fabricação da picape Frontier. No ano seguinte, a empresa começou a fabricação do utilitário-esportivo Xterra.

Leia também:  Aston Martin Cygnet - Fabricação de Modelo Subcompacto

Felipe Couto de Oliveira

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.