New Fiesta 2016 terá AppLink e Assistência de Emergência como novos itens



  

A tecnologia realmente veio para mudar nossas vidas. Quando assistíamos aos Jetsons – para os mais velhos – , era difícil acreditar que teríamos acesso a inúmeras facilidades em poucos passos.

Nessa semana, durante a Campus Party (maior feira de tecnologia do Brasil, realizada em São Paulo), a Ford anunciou algumas novidades para o novo New Fiesta, modelo 2016. Assim como já presente em outros carros da marca, como a EcoSport, Ranger, o Ka e o Ka+, agora a montadora norte americana passa a oferecer os recursos de Assistência de Emergência, e o dispositivo AppLink.

O AppLink é um aplicativo que já vem embutido no carro, e dá permissão de acesso a smartphones através de comando de voz. Com ele, é possível acessar vários tipos de informações e serviços, incluindo programação de cinema, reservas de estacionamento e aplicativos de música.

Veja também:  Programa do Governo visa abater impostos de carros elétricos e híbridos

Já a Assistência de Emergência é super útil: através de um sistema, ela faz uma ligação direta para o número 192, serviço de atendimento médico de emergência, como o Samu. É possível realizar a ligação automática quando houver corte de combustível ou acionamento dos airbagas, o que leva o sistema a concluir que houve algum tipo de acidente.




Apesar dessas novidades muito interessantes, esse dois recursos não estarão disponíveis em qualquer modelo do New Fiesta 2016. Essas utilidades estarão presentes apenas nos modelos que possuírem motor 1.6.

Independente de não estar presente em todos os modelos, esses são recursos que vêm para incrementar o potencial das montadoras com suas produções nacionais para baterem de frente com modelos europeus e norte americanos, uma vez que diversos desses itens que estão sendo inclusos aos poucos nos carros no Brasil, já são itens básicos na produção de veículos fora do país.

Veja também:  CNH Digital em São Paulo

Agora, só falta saber o quanto isso irá acrescentar no valor do carro, já que o Brasil tem fama internacional de cobrar abusivamente nos preços de seus veículos de produção nacional.

Por Felipe Villares






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.