MINI John Cooper Works terá design mais esportivo e configuração mecânica atraente




Depois do anúncio da redução do número de modelos oferecidos, tudo para se adequar às condições do mercado mundial e seguir uma estratégia traçada pela BMW, detentora da marca britânica, a MINI revelou os primeiros detalhes da nova geração do John Cooper Works, a versão mais apimentada de seu carro compacto. Com estreia oficial marcada para janeiro, durante a realização do Salão de Detroit, o MINI John Cooper Works mantém a tradição das versões anteriores e se destaca pelo visual mais esportivo e agressivo e um conjunto mecânico para lá de divertido.

Esteticamente, o MINI JCW se diferencia das outras versões do MINI pelos detalhes esportivos, como o para-choque dianteiro redesenhado com ampla entrada de ar inferior, para-choque traseiro remodelado e mais agressivo com dupla saída de escape ampliada, centralizada e com acabamento cromado, faixas decorativas sobre o capô, além das belas rodas de liga leve exclusivas, podendo ser de 17 ou 18 polegadas.

Veja também:  Lamborghini Urus 2019 - Novidades, Características

No interior, as características essenciais do MINI foi mantida, com a diferença que a marca britânica adicionou elementos que eleva o espírito esportivo do carro. Entre eles, o MINI John Cooper Works vem com bancos esportivos revestidos em tecido Dinamica com acabamento em preto e vermelho, volante multifuncional e manopla do câmbio revestidos em couro e com costura contrastante em vermelho, pedaleiras esportivas e descanso de pé em alumínio, entre outros detalhes.

Contudo, seu grande diferencial é o que está sob o pequeno capô. Equipado com o motor quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo, o mesmo que vem na versão S do compacto, o propulsor foi recalibrado para oferecer 231 cv de potência e torque de 32,6 kgfm. Associado ao bloco Turbo pode estar um câmbio manual ou uma transmissão automática Steptronic Sport, ambas com seis velocidades. Na primeira opção, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos, enquanto que na versão automática o MINI JCW faz a mesma aceleração em 6,1 segundos. Vale lembrar que nas duas opções de transmissão a velocidade máxima do compacto é de 246 km/h.

Veja também:  Análise do Ford Ka Sedan Titanium 2019

Com tal configuração técnica, essa geração passa a ser a versão mais potente do MINI John Cooper Works desde o seu lançamento há 55 anos. Portanto, além de todos os equipamentos eletrônicos que auxiliam a condução, como o controle eletrônico de estabilidade e tração e o bloqueio eletrônico de diferencial, para manter o carro equilibrado e seguro para os condutores, a MINI promoveu algumas alterações, trazendo o sistema de freios da marca Brembo e suspensão recalibrada. Por fim, mas não menos importante, o modelo ainda vem com o sistema de assistência de direção em altas velocidades (Servotronic) e, opcionalmente, o Dynamic Control Damper, que permite a seleção de dois setups que ajustam o carro para uma condução mais confortável ou para uma pegada mais esportiva.

Veja também:  Kia Soul 2020 - Novidades, Características

O novo MINI John Cooper Works estará à venda no mercado estadunidense e europeu no início do primeiro semestre de 2015, chegando ao mercado brasileiro em um momento posterior. 

Por Caio Polo

MINI John Cooper Works

MINI John Cooper Works

MINI John Cooper Works

Fotos: Divulgação

Relacionados



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.