Saiba se trocar de veículo é sempre vantajoso



Trocar o veículo é sempre vantajoso?

Quando alguém tem um carro, também passa pela vontade de estar trocando de veículo pelo menos uma vez por ano. E adquirir um produto mais novo oferece mais tranquilidade e conforto ao proprietário.



Quando o motorista troca de carro, sendo um modelo mais novo e pouco rodado, as chances de ter menos despesa é maior. Porém é preciso ter cautela para realizar este negócio; o interessado em adquirir um produto novo precisa analisar muito as condições econômicas para não ficar endividado e sem necessidade.

Ao trocar por um modelo novo, os itens de acréscimo deixa o valor bem mais alto. Ocorrem casos de compra que o carro antigo com estilo seminovo e com todos os acessórios, completo, foi substituído por um veículo novo, sem os mesmos acessórios.



Há casos de pessoas que estão alegando que adquirir um carro novo não está tão fácil como antes. E agora, a necessidade de manter o carro antigo por mais um ano está sendo constante. Até pelo fato da crise de inflação no país, não está possibilitando muitas oportunidades para ficar trocando por um mais moderno e personalizado.

Às vezes, o carro pode passar por revisões regulares, pois assim evita aborrecimentos, e permite esperar por mais um tempo e  também facilita na hora certa de vender, principalmente quando está em boas condições de uso.

Ao comprar um veículo novo e pedir a inclusão de opcionais pode sair mais caro. E ao comprar um carro seminovo, muitas vezes esses equipamentos pelo fato de estarem usados, já não são tão valorizados pelo novo comprador.

É importante lembrar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) pode aumentar ou diminuir na proporção do preço do carro. E ainda tem o valor do seguro que altera, mas dentro da avaliação feita para casos de troca de peças em colisões e outras despesas que são contratadas.

Cada motorista deve fazer o cálculo certo quando vale ou não a troca por outro veículo novo ou seminovo. Observando todos os critérios como os custos de manutenção, a necessidade de uso constante ou não, em especial aqueles casos que necessitam rodar muito.

Entretanto, acredita-se ser a época de permanecer com o carro usado até verificar as condições que o país vai ficar nos próximos meses. E caso a troca seja urgente pela necessidade de uso e segurança, é preciso cautela na aquisição do novo produto.

Por Jaqueline Mendes

Trocar de carro

Foto: Divulgação

Leia também:  Justiça Federal suspende exigência de CNH para Motos Cinquentinha

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.