Multas de trânsito ficarão até 900% mais caras a partir de 1 de novembro

  

Com o intuito de aumentar a segurança dos motoristas e pedestres e estimular a condução de veículos de uma forma mais segura no trânsito e nas estradas, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), alterou 11 artigos da Lei nº 12.971 do CTB – Código de Trânsito Brasileiro. Os itens modificados nesta lei dizem respeito, em sua maioria, ao aumento do valor das multas aplicadas àqueles condutores que forem pegos fazendo ultrapassagens em locais proibidos e participando de rachas. Em alguns casos, as multas devem ficar até 900% mais caras.

Os novos valores começarão a ser cobrados a partir deste sábado, dia 1º de novembro, em todo território nacional.

Veja também:  Novo Polo 2018 - Novidades e Principais Mudanças na Versão Brasileira

Os apressadinhos que forem pegos ultrapassando pelo acostamento, terão de desembolsar R$ 957,70 ao invés de R$ 127,69 que eram pagos anteriormente. Esta alta representa 650% no valor atual.

Já quem for pego fazendo ultrapassagens perigosas, onde o condutor força uma manobra mesmo com outro veículo vindo na direção contrária, a multa para estes casos terá um acréscimo de 1.000%, saltando de R$ 191,54 para R$ 1.915,40.

Ultrapassagens realizadas em locais proibidos, como em subidas, curvas e locais sem uma boa visibilidade também serão punidas com multas de R$ 957,70. Um aumento de 500% em relação ao valor pago que era de R$ 191,54.

Veja também:  Carros Mais Vendidos no Brasil - Outubro 2017

Se o motorista que for pego participando de rachas, tiver causado algum acidente com vítima fatal, este condutor poderá ficar de 5 a 10 anos recluso em alguma prisão.  Caso não haja vítimas, o infrator poderá ficar preso por até 3 anos pelo ato. Além da prisão, o motorista ainda terá de pagar multa de R$ 1.915,40.




Os motoristas flagrados praticando estas infrações gravíssimas, além de estarem sujeitos a multas e penalidades criminais, ainda perderão 7 pontos em sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

De acordo com o Denatran, caso haja uma reincidência por parte do infrator durante um ano, a nova multa aplicada terá seu valor dobrado, ou seja, poderá chegar aos R$ 3.830,80 e o condutor infrator, poderá ter seu direito de dirigir suspenso.

Veja também:  Transferência de Multa ao Infrator

No ultimo ano, 285.889 infrações mais graves foram registradas. Em 2014, o número de casos registrados até o momento é de 233.077 infrações

Por André F.C.

Multas de tr?nsito

Foto: Divulgação






14 comentários em “Multas de trânsito ficarão até 900% mais caras a partir de 1 de novembro

  1. Qual a pena para um menor que matar alguém, e um político que rouba o dinheiro da naçao, agora querem descontar no bolso do pobre coitado inventando multas de trânsito, como se isso fosse resolver, e o carro dos políticos, será que vão multar.

  2. Jonatas Rebelo da Silva

    - Editar

    Responder

    Quem discorda da multa e do valor, em sua maioria comete infração ou admite que o estado seja omisso. Por outro lado, educar o motorista quando o mesmo se submeteu ao exame de habilitação, incluindo a legislação, só com multa. Assim funcionou para que hoje tenhamos os motoristas “educados” no uso do cinto de segurança.

  3. Eu tenho vergonha de ser brasileiro!!! Políticos 100% corruptos (Ladrões mesmo) todos.
    Protegidos por Leis criadas a favor dos mesmos.(Organizações criminosas).
    Na Bandeira Ordem e Progresso, na verdade (Desordem no congresso).
    Policiais que defendem as leis dos mesmos.(corruptos de fardas) todos (Quadrilhas organizadas).
    São uns Verdadeiros BANDIDOS com Imunidades. (Deveriam ser todos condenados a morte).
    Limpar o lixo de muitos anos. O povo deve levantar e por estes canalhas no seus devidos lugares.
    Ai sim vamos ter orgulho deste lixo de vergonha chamado brasil!!!

Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.