Nissan pretende agregar novas tecnologias em seus modelos nos próximos anos


A Nissan quer estar cada vez mais presente no mercado automotivo mundial e para isso, a marca nipônica trabalha para oferecer novos modelos e cada vez mais tecnologia em seus carros. Por isso, Carlos Ghosn, brasileiro que é o CEO da Nissan Motor Company, revelou os futuros lançamentos tecnológicos que serão adotados nos veículos da montadora.

O brasileiro que está à frente das operações da Nissan afirmou que os carros da marca ganharam gradualmente, no decorrer de quatro anos, novas tecnologias. Entre elas, estarão o sistema de controles de pistas automatizadas e o sistema de gestão de tráfego rodoviário. Para Ghosn, tais dispositivos trarão aos clientes da marca a viabilidade e praticidade dos sistemas de unidade autônoma. Portanto, um carro que será capaz de dispensar a intervenção do condutor não é algo tão futurístico para a Nissan, que pretende tornar a tecnologia comercialmente viável em 2020.

Esta tecnologia objetiva ampliar a segurança na condução e facilitar uma tarefa diária de deslocamento. Diferentemente de projetos de desenvolvimento para carros de autocondução total, os veículos autônomos projetados pela Nissan garantem ao condutor a possibilidade de permanecer no controle do veículo.

Veja também:  Chevrolet Tracker 2017 - Preço, Consumo, Motor e Novidades

Segundo Ghosn, até o fim de 2016 a marca oferecerá ao mercado automotivo um projeto de piloto de engarrafamento, sistema que permitirá a condução de forma autônoma e com ampla segurança dos veículos em congestionamento em estradas. Outro ponto que deverá ser abordado concomitantemente com a condução autônoma será o sistema de estacionamento totalmente automatizado, que estará disponível em um número maior de veículos na gama da Nissan.

Posteriormente, em 2018, a fabricante japonesa trará ao mercado controles variados, que possibilita o carro controlar sozinho a mudança de faixa e as situações de perigo. Além disso, antes do fim da década em questão, a Nissan disponibilizará interseção-autônoma, que irá permitir aos carros “negociar” com a sinalização de trânsito, como em cruzamento, por exemplo, sem que haja a intervenção do condutor.

Veja também:  Banco de Couro - Como Remover Manchas de Protetor Solar




O brasileiro CEO da Nissan ainda pretende aproveitar as novas oportunidades criadas pelas tendências socioeconômicas das principais metrópoles.

Para Carlos Ghosn, a primeira necessidade de inovações tecnológicas deve ser voltada para reduzir o congestionamento, a emissão de gases e melhorar o gerenciamento do tráfego. A segunda prioridade é conseguir atender a crescente demanda por carros com conexão via internet e, para isso, o CEO afirma que os veículos da marca deverão ser tão conectados como os tablets e smartphones. A montadora nipônica espera que mais de 1,5 milhão de carros da Nissan estejam conectados a sistemas avançados de comunicação no próximo ano, usufruindo de sistemas baseados em nuvens com acesso a aplicativos de entretenimento, comunicação e sistemas de reconhecimento de voz. Enquanto a terceira está voltada para diminuir a distância dos gostos entre pessoas mais jovens e mais velhas, criando carros que atraem os dois nichos do mercado. A quarta tendência é de atender a diversidade do mercado, em especial às mulheres, que são amplas consumidoras e gestoras do setor automobilístico.

Veja também:  Ford anuncia Recall de Carros por Falha no Cinto de Segurança

Por Caio Polo

Nissan

Foto: Divulgação



Anuncie seu carro no Carro Bonito. Mais de 1 milhão de visualizações mensais. Grátis por tempo limitado. Condições especiais para lojistas.