PSA Peugeot Citroen abriu o Programa de Demissão Voluntária na fábrica do RJ



A PSA Peugeot Citroen, fabricante francesa de veículos, informou na última sexta-feira, dia 30, que abriu para os funcionários de sua unidade localizada em Porto Real, no Rio de Janeiro, um Programa de Demissão Voluntária.

Este programa de demissão foi aberto após a empresa decidir encerrar as atividades do terceiro turno da fábrica em fevereiro deste ano. O fato deixou 650 funcionários com seus contratos de trabalho em suspensão. O terceiro turno na unidade havia sido implantado no ano de 2010. De acordo com a montadora a expectativa é de que todos os 650 funcionários afetados possam aderir ao programa.



Em um comunicado divulgado recentemente à imprensa pela montadora este programa de demissão voluntária vem do fato de que empresa decidiu por manter a produção da referida unidade em apenas dois turnos. As medidas têm como principal objetivo adequar a produção às vendas em relação ao mercado interno bem como as exportações feitas para alguns países em especial a Argentina. De acordo com a montadora nos dois casos houve uma forte queda nos últimos meses.

Veja também:  Revisão de Carros Volkswagen - Novo Serviço de Agendamento Online

A fábrica da montadora situada em Porto Real é responsável por produzir os modelos 208, 207 sedan e hatch e também a picape de porte pequeno Hoggar, da Peugeot. No caso da linha Citroen os modelos produzidos são os compactos C3, C3 Picasso e o Aircross.



No caso do Brasil a montadora tem um número de funcionários de cerca de 4,7 mil. Desse total, a fábrica de Porto Real emprega 3,5 mil.

Segundo informações da companhia os contratos, ou melhor, a suspensão dos mesmos em relação ao terceiro turno serão válidos até o mês de julho de 2014. Ainda conforme a empresa a paralisação do turno possibilitou uma redução na faixa dos 27,5% na fabricação de veículos. Em números mais reais isso significa que cerca de 450 veículos deixaram de ser fabricados por dia.

Veja também:  Nova Chevrolet Spin 2021 - Novidades e Mudanças

Outro detalhe divulgado pela empresa é de que ainda não há uma previsão para a volta do terceiro turno e que o programa de demissão voluntária é aberto para todos os funcionários da fábrica e não apenas para os que fazem parte do último turno.

Em uma comparação feita de janeiro a maio deste ano em relação ao ano passado as vendas de novos modelos no Brasil sofreram uma queda de 6%. Os números foram apontados pela agente de notícias Reuters por uma fonte especializada no setor.

Por Denisson Soares

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.