Volvo e Geely planejam Nova Linha para Substituir o V40





Recém-lançado por aqui e há pouco tempo no mercado mundial, a Volvo já planeja uma nova família de carros compactos premium para substituir o V40. O modelo será desenvolvido em parceria com a Geely, marca chinesa que adquiriu a empresa sueca da Ford em 2010 por US$ 1,8 bilhão.

Revelado em 2012 durante o Salão de Genebra, o Volvo V40 é um veículo médio, com 4,3 metros de comprimento, sendo um pouco mais longo e mais largo que seus concorrentes Audi A3 e BMW Série 1. Definido pela Volvo como um esportivo hatchback de cinco portas com grande eficiência de combustível e segurança em sua classe, o modelo da marca sueca chegou para substituir, em alguns mercados, o Volvo S40 e V50, sendo considerado um dos carros mais seguros de 2012 pela Euro NCAP.

Veja também:  Fiat Argo Sting 2020 - Novidades



A nova gama de veículos desenvolvida em parceria entre as empresas inclui uma versão hatchback, além de uma gama de produtos de tamanho similar para que a Geely coloque no mercado.

De acordo com o site brasileiro “Quatro Rodas”, o Chefe da Joint Venture Mäts Fagerhag afirmou que o estilo modular da arquitetura da fabricante sueca irá permitir uma série de modelos para a parceria, por isso, as empresas construíram um centro de engenharia totalmente novo denominado CEVT, na cidade de Gotemburgo, na Suécia.


Nesse centro, as duas montadoras criaram uma nova engenharia para produzir seus modelos no segmento C de Arquitetura Modular (CMA). A CMA, arquitetura comum desenvolvida entre a Geely e a Volvo, elimina a dependência da fabricante sueca em relação à Ford (que empresta a plataforma C ao V40 e ao S60) e também deixa o caminho livre para que a montadora sueca estabeleça, junto com a marca chinesa, a produção local em novos mercados, dentre eles, o Brasil. Fagerhag não divulgou quando o primeiro veículo da família CMA será lançado, embora haja especulações que seja em 2017.

Veja também:  Kia Cerato 2020 - Ficha Técnica, Especificações

“Não quero criar nenhuma expectativa, mas esse raciocínio está mais do que correto. Tecnicamente, é possível que uma fábrica com produtos CMA da Geely faça também os derivados da Volvo”, diz o Conselheiro Sênior e Diretor da Geely, Carl-Peter Forste, segundo informações do Jornal Estado de São Paulo (Estadão).

Ainda de acordo com o Estadão, o presidente da Geely, An Conghui, deixou claro que há uma necessidade da fabricante chinesa abrir uma unidade fabril no Brasil. “Estamos atentos ao que cada mercado nos impõe e estaremos presentes de modo competitivo nos mais importantes. O Brasil é um deles”, diz o executivo. Após a implantação do programa Inovar-Auto, só será competitivo no mercado brasileiro quem manter fábrica por aqui.

Veja também:  Sistema Start/Stop economiza Combustível? Verdade ou Mentira?

Por Caio Polo



Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.