Nissan e-NV200 – Nissan e FedEx fazem Testes com o Novo Carro Elétrico

  

A maior empresa de transporte expresso do mundo, a FedEx Express, encerrou esta semana os testes realizados com a marca Nissan para o lançamento do e-NV200, um automóvel comercial 100% elétrico.

Na cidade do Rio de Janeiro, sede da Nissan no Brasil, aconteceu testes reais para o programa global de avaliação e de desenvolvimento do veículo, que é realizado pelas duas empresas. Além do Brasil, o e-NV200 já foi testado no Japão, Reino Unido e Cingapura. A próxima cidade será em Washington, nos Estados Unidos.

O programa visa atender o objetivo das duas empresas que querem crescer cada vez mais no quesito sustentabilidade. A Nissan, por exemplo, já constrói uma fábrica em Resende (RJ) para ser uma das mais sustentáveis do mundo.

Veja também:  Fiat Toro 2018 - Versões, Ficha Técnica

A sustentabilidade também está nos planos da FedEx. A empresa colocou em circulação no mês de dezembro de 2013, seis veículos elétricos no Rio de Janeiro e São Paulo. A operação para introduzir o carro elétrico não só no Brasil, mas em outras partes do mundo, chama-se EarthSmart, que tem o intuito de trazer o compromisso ambiental para a sociedade.

Caso os testes se saiam positivos, a versão deve começar a ser fabricada em Barcelona, na Espanha, na sede da Nissan.




Segundo a marca, o veículo não perde por ser elétrico. Pelo contrário, oferece as mesmas qualidades da van compacta NV200. Além disso, o fabricante da bateria do automóvel afirma que 80% da capacidade total do equipamento é carregado em uma média de 30 minutos.

Veja também:  IPVA SP 2018 - Desconto para Quem não Tiver Multa

E quem ganha com essa jogada não é somente a natureza. Com os carros elétricos, a FedEx já economizou aproximadamente 2,4 milhões de litros de combustível de 2005 a 2012. O negócio é promissor e tem tudo para dar certo. Na verdade, já vem dando certo, a empresa já tem 167 veículos elétricos e 365 híbridos elétricos na França, Alemanha, Japão, Estados Unidos, China, Itália e Brasil. A tendência é só de crescimento.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.