Geely no Brasil – Lançamento do EC7 e GC2

  

A marca chinesa Geely iniciou oficialmente a partir de hoje (21 de janeiro) suas operações no mercado brasileiro. Com sede em Itu (SP), a fabricante terá a representação do Grupo Gandini (o mesmo da Kia) e venderá a princípio dois modelos.

Atual proprietária da Volvo Cars, a Geely apresentou os carros que estrearão no Brasil: o sedan EC7 e o compacto GC2. O sedan será comercializado a partir de março, sem preço oficial definido, enquanto o segundo estará nas lojas a partir de abril. Espera-se que o EC7 e o GC2 custem em torno dos R$ 50 mil e R$ 30 mil, respectivamente

Classificado como sedan de médio porte, o Geely EC7 possui 4,63 metros de comprimento, 1,78 metros de largura, 1,47 metros de altura e 2,65 metros de distância entre-eixos. Assim como de costume, o modelo traz uma boa lista de itens de série, sendo equipado com freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, sistema de ar condicionado digital, computador de bordo, diração hidráulica, coluna de direção com regulagem de altura, rodas de liga leve de 16 polegadas (inclusive o estepe), entre outros itens. Vale lembrar que o EC7 foi o sedan médio que obteve maior nota geral nos testes de segurança do Euro NCAP de 2013.

Veja também:  Hyundai Creta 2018 - Novidades, Preço e Análise do Carro

Mecanicamente, o sedan será equipado com motor 1.8 16V a gasolina, capaz de entregar 130 cv e torque de 16,9 kgfm. Acoplado ao bloco está um câmbio manual de cinco velocidades.




Em sua estreia, a marca chinesa informou que já possui 15 concessionárias credenciadas instaladas em São Paulo, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis, Londrina, Maringá, Brasília, Goiânia e Natal.

O Gurpo Gandini e a Geely International Corporatiom já haviam assinado um contrato de representação, importação e distribuição da linha automotiva da Geely em julho de 2011, com a expectativa de iniciar as atividades no início de 2012. No entanto, em setembro de 2011 o Governo brasileiro determinou uma alíquota de IPI diferenciado aos carros importados, frustrando e adianto os planos da marca chinesa até que esta implantasse uma linha de produção em Montevidéu, no Uruguai, ao qual o Brasil possui um acordo bilateral no setor automotivo. Desta unidade fabril é que virão o EC7 e o GC2 que serão vendidos por aqui.

Veja também:  Carros Menos Visados para Roubo

Por Caio Polo






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.