Ford realiza pesquisas com algas para transformar dióxido de carbono em óleo



A busca por formas mais sustentáveis de continuar mantendo o mundo em movimento não para. Empresas buscam mecanismos para sustentar o fornecimento de energia de seus produtos e preservar a natureza, e como era de se esperar, a indústria automotiva não poderia ficar de fora dessa corrida.

Os carros são agentes extremamente poluentes para a natureza, isso por causa da emissão de dióxido de carbono em massa, já que os veículos estão cada vez mais numerosos nas ruas.



Pensando nisso a Ford está desenvolvendo um estudo com as algas, pretendendo converter o dióxido de carbono em óleo através da fotossíntese das mesmas. Segundo os desenvolvedores da pesquisa, certas algas teriam a capacidade de transformar dióxido de carbono em óleo, através desse processo tão comum na natureza.

Ao contrário do que muitos pensam, a alga pode sim ser conservada em vários ambientes, tanto em água doce quanto salgada. A vantagem é que pode ser tirada da natureza em qualquer época do ano, pois sua reprodução não tem data em estação específica, ao contrário de outras matérias primas de combustível como o milho ou a soja.            



Ainda não há evidências do sucesso da pesquisa, mas fica a certeza de que nossas indústrias estão trabalhando para o bem da natureza.

Por Fábio G. Santos

Leia também:  Audi Q1 - Características

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.