Novo teste em veículos preocupou montadoras



  

Testes em carrosPara assegurar a integridade física de motoristas e passageiros em momentos críticos é que foi criada uma bateria de teste que mede e verifica os danos que determinadas colisões (traseira, frontal e lateral) causam tanto no veículo quanto no passageiro.

Os testes de colisão já são de conhecimento do público em geral, uma vez que as próprias montadoras hora ou outra disponibilizam as gravações como forma de demonstrar segurança. Basicamente o teste consiste em realizar uma colisão veicular planejada, e uma nota classificatória é gerada ao veículo e a montadora, geralmente, mas não em via de regra, verifica a forma como o veículo absorve o impacto sem repassar maiores danos ao motorista e nem aos passageiros. Dessa forma, um veículo para receber notas altas no teste deve ser projetado para não prensar e não causar escoriações nas pessoas que se encontram dentro do veículo. Quanto menos escoriações e risco de vida maior define-se a classificação do veículo.

Veja também:  Aluguel de Carros - Como funciona

Pois bem, o problema é que um Instituto Americano desenvolveu um novo teste de colisão que está tirando muitas noites de sono dos Engenheiros das principais montadoras. O novo teste da IIHS simula uma colisão na quina do carro, algo corriqueiro e fácil de acontecer, mas que nunca havia sido testado anteriormente. Para se ter uma ideia de como esse impacto é corriqueiro basta ter em mente que a maioria das batidas que envolvem postes ou arvores costuma ser na quina do veículo.

Pois bem, montadoras como Toyota, Mitsubishi, Subaru, Hyundai, Ford, Chevrolet e demais foram todas classificadas na melhor hipótese como “bom” em um sistema de classificação que tem aceitável e mais índices melhores.

Veja também:  CNH Digital em São Paulo

A maioria dos veículos, quando submetida ao impacto, não conseguiu manter a integridade do passageiro e após simulação tem seu corpo esmagado e escoriações graves na cabeça.

O novo teste da IIHS é muito complicado e não estava nos planos das montadoras, mas se mostra uma excelente ferramenta para que nós motoristas e passageiros tenhamos nossa integridade física garantida em momentos extremos.

Por Fernando Setoue






Um comentário em “Novo teste em veículos preocupou montadoras

Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.