Fiat e Chrysler – Possível união das montadoras



Duas das maiores montadoras do mercado automobilístico podem sofrer uma fusão. De acordo com informações de Sergio Marchionne, presidente-executivo de ambas as companhias, a Chrysler e a Fiat serão unidas no futuro, até mesmo se a Chrysler optar por uma IPO (Initial Public Offering), que significa oferta pública inicial.

Segundo o executivo, em entrevista realizada no Salão de Detroit no dia 14, segunda-feira, "nós iremos ter uma empresa combinada no setor automotivo".



Um dos órgãos que pressiona a montadora a retornar ao modelo de empresa de capital aberto é um fundo de pensão do UAW – United Auto Workers, o sindicato dos trabalhadores do setor automotivo nos Estados Unidos. Entre outras exigências, eles pressionam para que a montadora faça um registro de suas ações junto aos órgãos reguladores dos EUA e entre na bolsa de valores.

Veja também:  Chevrolet Onix Hatch 2020 - Resultado do Teste de Colisão Latin Ncap

Com 41,5% referente a Chrysler, esta entidade atrelada ao UAW possui o direito de fazer tais exigências, pois, em 2009, foi feito um acordo que ajudou a Chrysler a sair da falência e tornou a Fiat sua controladora majoritária, possuindo 58,5% das participações.



Ao que se pode analisar das declarações de Marchionne, cada dia mais, a Fiat irá aumentar sua participação no que se refere a Chrysler.

Por Marcelo Araújo

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.