IPI – Cotas de importadoras podem ser reduzidas




Até o final do mês de maio de 2012, o governo brasileiro deverá anunciar uma medida que irá aliviar os efeitos do novo Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) frente às montadoras de automóveis importados que foram prejudicadas pelo reajusta da alíquota do tributo.

Segundo o diretor-presidente da Jaguar Land Rover e também residente da Abeiva (Associação das Empresas Importadores de Veículos Automotores), Flavio Padovan, o Ministro Fernando Pimentel apontou que algo acontecerá até o final deste mês:


 “Tive uma promessa do ministro (Fernando) Pimentel de que até o final do mês alguma coisa seja publicada e anunciada pelo governo”.

Nesta medida deverá estar incluso a criação de um novo sistema de cotas isentas da nova alíquota que se parece com o acordo formalizado com o México em 2012.

Tal ação é vista com bons olhos por Padovan, que acredita que “a melhor solução é a cota, e é o caminho mais fácil para o governo também”.


Mesmo que o reajuste do IPI tenha sido apontado no final de 2011, as marcas que não têm fábricas no Brasil começaram a sentir os efeitos da ação somente em abril deste ano, momento em que os estoques formados antes da elevação do imposto começaram a esgotar.

As empresas afiliadas à Abeiva registraram uma queda de 28,1% no volume no mês passado, fazendo uma comparação com o mesmo período registrado em 2011.

Relacionados



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.