Faróis de xênon estão proibidos pelo Contran

  

A instalação de faróis de xênon em carros que não tenham saído de fábrica com o dispositivo está proibida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) em todo o país, conforme decisão publicada no Diário Oficial da União do dia 7 de junho.

A medida, que já havia sido tomada em 2009, mas depois acabou suspensa, visa garantir a segurança de todos os envolvidos no trânsito, pois os faróis de gás xenônio emitem uma forte iluminação, cerca de três vezes maior do que a dos faróis convencionais, o que pode ofuscar a visão dos motoristas em circulação no sentido contrário, aumentando os riscos de acidentes.




Os carros que atualmente utilizam o dispositivo poderão substituí-lo normalmente por outro equipamento similar, em caso de defeito, desde que tenham saído de fábrica com a iluminação ou possuam autorização prévia do Departamento de Trânsito (Detran) do estado de origem. Os veículos novos, equipados com faróis de xênon como itens de série, também estão liberados, devido aos testes realizados pelas montadoras.

Os motoristas que desrespeitarem a regra poderão ser multados em R$ 127,69 e perderão 5 pontos na Carteira Nacional de Habilitação, já que se trata de uma infração grave, segundo o Código de Trânsito Brasileiro. 

Por André Gonçalves






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.