Anef – Financiamentos por CDC aumentaram em 6,4% no 1° trimestre



As iniciativas para frear a alta da inflação começaram no final de 2010, quando o Banco Central (BC) decidiu adotar medidas de restrição ao crédito. Inicialmente, aconteceram temeridades em vários segmentos que, sem saída, passaram a acreditar em outros mecanismos para atrair o interesse dos consumidores. Um dos mais afetados, por sinal, foi o ramo de veículos automotores, embora os balanços de 2011 pouco apresentem pontos negativos.
Dados divulgados pela Associação Nacional das Empresas Financeiras de Montadoras (Anef) assinalam que ocorreu incremento de 6,4% na venda de carros por meio do Crédito Direto ao Consumidor (CDC) no 1º trimestre do ano em comparação ao período igual de 2010. O índice do Leasing, diferentemente, contraiu decréscimo de 9,8% na mesma base comparativa.
O saldo total das carteiras de financiamento atingiu R$ 190,4 bilhões entre janeiro e março, alta de 17,3%, ou R$ 28,1 bilhões, sobre o período análogo de um ano atrás. A associação aponta que o progresso mitigado das operações reflete justamente as medidas abraçadas pelo BC. Nos próximos meses é bem provável que os resultados sejam mais sentidos, segundo Décio Carbonari de Almeida, presidente da Anef.
A entidade assinala que a taxa média de juros emplacada por suas associadas aumentaram brevemente no 1º trimestre, de 1,40% para 1,57%, ou 20,56% ao ano.
Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa





Leia também:  Carro Voador Terrafugia Transition

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.