Peugeot pode ter os direitos da marca Simca



Quem gosta de carros antigos certamente conhece ou já ouviu falar na montadora francesa Simca, que fez sucesso no Brasil durante a década de 1960. A boa notícia para os fãs é que ela pode reaparecer no mercado, como uma marca popular do Grupo PSA (Peugeot e Citroën), que disputa na justiça os direitos de registro do nome com um alemão, segundo informa o site Auto Bild.

A briga ocorre desde 2007, por conta de um homem chamado Joachim W. Simca, que tem o sobrenome idêntico ao da marca e que não quer liberar o seu uso. A ideia da Peugeot, caso vença a batalha judicial, é entrar no segmento de carros de baixo custo usando o nome Simca, para concorrer com o Sandero, o Duster e o Logan, ambos fabricados pela Dacia, que pertence à Renault.

Veja também:  Análise do Novo Peugeot 2008 2020 - Test Drive


Em seu auge, a Simca fabricava oito modelos no Brasil. O mais conhecido era o sedã Chambord, que tinha capacidade para 6 pessoas, alavanca de câmbio no volante e velocidade máxima de 160 km/h. Depois, ele ganhou uma versão conhecida como “Tufão”. Os outros carros eram o Presidence, Rallye, Jangada, Alvorada, Esplanada, Regente e GTX. Em 1967 a marca foi comprada pela Chrysler. 



Por André Gonçalves

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.