Lei da Cadeirinha sofre Mudança





A Lei da Cadeirinha é um avanço na questão da segurança das crianças no trânsito. Disso ninguém duvida. No entanto, muitos motoristas estavam enfrentando dificuldades para encontrar cadeirinhas e assentos corretos para colocar em veículos mais antigos.

Isso estava acontecendo porque veículos fabricados até o ano de 98 não tem cinto de três pontas no banco traseiro e, portanto, não permitem a instalação de um dispositivo retentor adequado.




Felizmente o Contran tem estado atento aos problemas enfrentados pelos motoristas e resolveu alterar a lei, incluindo uma exceção. Assim, veículos fabricados até 98 não precisarão mais ter cadeirinhas nem assentos elevatórios nos bancos traseiros.

Veja também:  Chevrolet Cruze 2020 - Novidades e Lançamento no Brasil

Ou seja, nesse caso, a lei fica assim: crianças até três anos podem ser transportadas em bebês-conforto no banco da frente. Já as entre quatro anos e sete anos e meio devem ir no banco de trás, e podem usar apenas o cinto abdominal de duas pontas.


Por Maximiliano da Rosa



Um comentário em “Lei da Cadeirinha sofre Mudança

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.