Carros com menor número de problemas – levantamento JD Power



  

A despeito da percepção do público de que os carros estão vindo com muitos problemas, e a despeito dos problemas seríssimos enfrentados pelos Toyota que prendem o acelerador, levantamento da J. D. Power sobre a qualidade dos carros vendidos nos EUA mostra que a quantidade de defeitos por carro vem caindo muito nos últimos anos, de uma média de 164 problemas (em até 90 dias da compra) a cada 100 carros em 1999 para 109 em 2010. 2010 também é o primeiro ano em que a qualidade média dos carros americanos (108) superou a dos importados (109), embora os números atuais revelem praticamente um empate técnico.

Dentre as marcas de maior qualidade (menor número de problemas a cada 100 carros), as 4 primeiras são especializadas em veículos de luxo. São elas: 1ª) Porsche – 83; 2ª) Acura – 86; 3ª) Mercedes-Benz – 87; 4ª) Lexus – 88. Em seguida, aparecem marcas mais populares. Destaque para a Ford, que pela primeira vez ocupa essa posição: 5ª) Ford – 93; 6ª) Honda – 95; 7ª) Hyundai – 102.

Interessante notar que a Lexus, divisão de luxo da Toyota, está nas primeiras posições. Vários Lexus foram afetados por problemas, inclusive o de acelerador, que acometeram carros da Toyota, e que levaram essa marca a uma posição mediana no ranking de qualidade. Mesmo assim, a Lexus continua sendo uma das melhores.

Na outra ponta da tabela, no entanto, temos até uma surpresa. Os Land Rover foram considerados os carros de pior qualidade à venda nos EUA, com uma péssima média de 170 problemas a cada 100 carros. Outra que chama a atenção é a Mitsubishi, com 146. Volkswagen (135), Mini (133) e Jaguar (130) vem em seguida, mas não se distanciam tanto das outras com maior número de problemas.




Entre os carros de passeio se encontram vários modelos que são vendidos no Brasil. Podemos destacar, entre eles, os seguintes (em categorias americanas):

  • Subcompacto: Honda Fit – 3º lugar
  • Compacto: Ford Focus (1º) e Honda Civic (2º)
  • Sedan médio: Honda Accord (1º), Ford Fusion (2º) e Chevrolet Malibu (3º)
  • Crossover/SUV compacto: Honda CR-V (2º)
  • MPV (veículo multi-propósito) compacto: Chrysler PT Cruiser Wagon (2º)
  • Crossover/SUV de entrada premium: BMW X3 (2º) e Volvo XC60 (3º)
  • Crossover/SUV médio: Ford Edge (3º)
  • Picape média: Nissan Frontier (1º) e Ford Ranger (2º)

Conclusão

Apesar de todas as notícias ruins e reclamações de consumidores em fóruns, blogs e na web em geral, é de se notar que a qualidade dos carros melhorou muito nos últimos 11 anos. Muito da impressão que se tem de que os carros estão piores provavelmente deriva do fato de que hoje há maior facilidade para obtenção e troca de informação.

No entanto, não se pode ainda considerar uma média de 109 problemas a cada 100 veículos como algo ideal. Mesmo com menos problemas, é praticamente certo que, quando se compra um carro zero km (e estamos aqui falando de carros que são de luxo para brasileiros), o consumidor terá algum tipo de defeito de fabricação. As montadoras precisam continuar aprimorando seus controles de qualidade.






Um comentário em “Carros com menor número de problemas – levantamento JD Power

  1. não meu amigo, a qualidade vem piorando. vc só pode ter ganho algum cascalho pra escrever um artigo desses. antigamente os carros nao tinham tecnologia e qualidade das peças eram boas. até mesmo da lateria. hoje, nós temos tecnologia e a qualidade das peças ão ruins. até os carros considerados "de luxo" estão oferecendo gato por lebre.

Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.