Chrysler pede concordata


A Chrysler pediu concordata hoje devido a pressões de credores. Fornecedores deixaram de enviar peças à montadora em razão da falta de pagamentos.


Tudo isso levou a fábrica a declarar o encerramento da fabricação de novos carros no dia 4 de maio.


Para escapar da crise, a montadora firmou um acordo com a Fiat e deve receber mais US$ 8 bilhões das autoridades americanas nos próximos meses até que a empresa saia da moratória.


Para saber mais, leia no G1.



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.