Chevrolet Montana 2017 visa menor consumo


     

Modelo traz a logo ECO, buscando a redução de consumo com seu propulsor 1.4 de 8 válvulas flex.

Atualmente, a indústria automobilística vem cada vez mais buscando inovações para atrair os consumidores a renovar a compra novos veículos. Nessa perspectiva, seja nos grandes centros urbanos seja em áreas rurais a diminuição do consumo de combustível dos veículos automotores sempre foi uma questão muito almejada, principalmente nos dias de hoje em que os combustíveis estão aumentando de forma assustadora.

Após fazer diversos estudos para fazer a redução de consumo nos modelos Prisma, Onix, Spin e Colbalt, a grande fabricante de veículos automotores Chevrolet colocou o seu setor de engenharia para trabalhar a todo vapor na redução do consumo também da picape Montana, sendo que o primeiro fruto desses estudos é o fato de que na linha 2017 o veículo sairá de fábrica com a logo “ECO” inserido na tampa traseira, o que representa um aperfeiçoamento conquistado no propulsor 1.4 de 8 válvulas flex, bem como em outros agregados.

Veja também:  Toyota Corolla 2017 passa por Facelift no Brasil

As últimas novidades apresentadas pela Chevrolet a respeito desses estudos foram algumas mudanças internas no interior do propulsor, uma vez que o conjunto de pistões, bieletas e anéis tiveram o seu peso reduzido e o lubrificante sintético com a viscosidade 0W20, fator este que faz com que o propulsor fique bem mais solto principalmente na etapa fria. Outros aspectos que também foram revistos pela fabricante foi o sistema de arrefecimento o qual após as mudanças passou a contar com ventiladores sem escova de menor atrito, o alternador agora funciona de maneira inteligente, de modo que só entra em funcionamento quando realmente houver necessidade.

Dentro do pacote recheado de novidades que a nova Montana 2017 traz aos consumidores estão pneus de baixo coeficiente de atrito, freios e rolamentos mais restritivos, sinalizador de mudança de marchas no painel, apliques aerodinâmicos na parte de baixo, bem como capota marítima. Mesmo com toda essa lista de novidades a Chevrolet acabou deixando a desejar em itens relevantes, tais como, câmbio de seis velocidades e direção elétrica, uma vez que ela preferiu manter o sistema de direção hidráulica.

Veja também:  Novo Honda Civic Type R 2018




Após feitos os estudos e feita as modificações, a Montana 2017, segundo os dados obtidos em testes realizados pelo Inmetro, bem como em seu Programa e Etiquetagem Veicular, tem uma autonomia de 11,7 Km/l no ambiente urbano e de 13,4 Km/l na rodovia quando abastecida com gasolina, já quando abastecida com etanol este números mencionados caem para 7,9 Km/l e 9,2 Km/l, respectivamente. Essa conquista realizada na autonomia do veículo fez com que ele obtivesse nota A não só no geral, mas também em sua categoria. O mais interessante é que com essas mudanças de números, o propulsor foi mantido com os mesmos 99 cavalos de potência e torque de 13 Kgfm, o que fez com que o carro ficasse mais rápido em quase um segundo na aceleração de 0 a 100 km/h que passou a ser de 10,4 segundos, segundo a fabricante.

Veja também:  Lançamentos de carros sedans em 2017

Por Adriano Oliveira

Chevrolet Montana 2017

Chevrolet Montana 2017

Inserir um comentário