Novo Ford Focus passará por Mudanças e Melhorias nos Próximos Anos


Confira aqui as principais mudanças e melhorias que deverão ser realizadas no Ford Focus nos próximos anos.

Recentemente foi apresentado pela agência Just Auto, na Inglaterra, um relatório no qual são apontados os principais pontos onde a Ford deverá focar nos próximos anos (mais precisamente a expectativa é de que seja até 2021) para sua linha de produtos em uma escala global. No Brasil, por exemplo, para os modelos comercializados por aqui já estão sendo analisadas algumas mudanças já a partir do ano de 2017. A previsão é que dentro de um prazo de cinco anos todos já tenham passado por algum tipo de reformulação.

A primeira novidade que está sendo aguardada já é a tão comentada quarta geração do Focus, o modelo do carro já está bem adiantado em seu estágio de desenvolvimento. A notícia que tem circulado na mídia em geral é de que a versão deverá ser lançada dentro de poucos meses na Europa.

Veja também:  Hyundai Creta 2017 - Lançamento e Preço no Brasil

Dentro da empresa o projeto da quarta geração do Focus é chamado apenas de C519. A informação é de que ele será produzido em terras alemãs. Além deles, outras nações também deverão fabricar o carro, como por exemplo, a Rússia, Tailândia, China, Argentina e México.

Meio que seguindo o mesmo exemplo do atual Focus, a previsão é de que sua “vida útil” seja de seis anos. Ele contará com opções nas versões hatch, perua e sedã. Além disso, ainda foi noticiado pela fabricante que haverá uma opção, ou configuração, melhor dizendo, com o entre-eixos estendido. Porém, neste caso o modelo somente estará disponível para o mercado chinês.

O Focus ainda contará com tração dianteira bem como a integral. Também haverá uma versão híbrida. Esta, por sua vez, tem levantado algumas curiosidades, uma vez que há a informação de que ela deverá ser montada completamente em cima de uma plataforma toda inédita.

Veja também:  Novo Citroen C4 Lounge S 2017 - Série Especial Esportiva




O tempo de uso dessa “plataforma inédita” também é interessante. A informação é de que ela deverá ser usada pelos próximos 15 anos pela montadora nos mais variados modelos.

Dentre os apontados que deverão fazer uso dela está o Model E, que deverá dividir espaço com o já conhecido C – Max em terras europeias. Já nos Estados Unidos ele irá servir como substituto para o modelo. A próxima geração do Escort também deverá ter em sua estrutura a novidade.

De qualquer forma, apenas o tempo dirá o que de fato dará certo ou não para os futuros planos da Ford.

Por Denisson Soares

Inserir um comentário