Tipos de cintos de segurança


     

Há cintos de segurança de 2, 3, 4, 5 e 6 pontos.

O cinto de segurança veicular é um componente indispensável e obrigatório nos automóveis de uma forma geral. Seu uso é simples e sua ação consiste em reter o corpo preso por ele em situações de colisão de qualquer natureza. Prioritariamente, sua função é a de proteger os ocupantes do veículo, de modo a diminuir as consequências causadas pelos acidentes, ou até mesmo evitá-los. O item de segurança considerado como um equipamento de ação passiva, impede, via de regra, que o ocupante se choque contra o volante, o painel o para-brisa do carro em caso de acidente, ou que até mesmo seja lançado para fora do veículo ou que projete seu corpo para cima de outro ocupante, por exemplo.

Estatísticas internacionais de segurança no trânsito comprovam e revelam que o uso do cinto de segurança reduz em até trinta por cento a quantidade de vítimas fatais em casos de acidentes. No caso de sequelas significativas de mesma procedência, como é o caso de vítimas que sobrevivem aos acidentes, mas com traumatismos e perda de visão, a redução alcança sessenta por cento.

Veja também:  Lançamentos de carros populares para 2017

Mas, quais são os tipos de cintos de segurança existentes? Há diferença entre eles? A saber: o cinto de segurança com dois pontos, por exemplo, já se encontrava nos bancos traseiros e dianteiros dos carros populares dos anos 80. Sua função é a de proteger a cintura, de modo que o corpo se mova apenas para frente em caso de colisões ou na ocasião de freadas mais bruscas. Todavia, o cinto de dois pontos tem os seus “poréns”: podem causar a chamada “síndrome dos cintos de segurança” que remete à possibilidade de problemas sérios nas vértebras lombares e estudos atuais o consideram como antiquados e inviáveis.





O que nos leva à evolução do modelo para o cinto de segurança de três pontos, de modo que, nos Estados Unidos, desde o ano de 2007, os carros que são vendidos têm o cinto de segurança como item obrigatório de proteção em sua composição. O cinto de segurança de três pontos são três arranjos em formato de Y que protegem o corpo em movimento nas regiões do tórax, da pélvis e dos ombros.

Veja também:  VW Golf 2017 – Novidades e Características

O caso dos cintos de segurança de quatro, cinco e seis pontos também existem. Os de cinco pontos são mais encontrados em assentos para crianças e em carros de corrida. Consiste em sobrepor a correia entre as pernas e proteger duplamente os ombros do usuário. O cinto de quatro pontos é parecido, mas não tem a tira entre as pernas, diferente do de seis pontos que conta com dois cintos na mesma região.

Por Flávia Alves Figueirêdo Souza

Cinto de segurança

Inserir um comentário