Recall mundial da Takata já passa de 63 milhões de Airbags


     

Na última quarta-feira o National Traffic Highway Safety Administration (NHTSA, órgão norte-americano que regulamenta o setor de transportes) decidiu ampliar a quantidade de airbags que foram fabricados pela empresa japonesa Takata e que precisam ser trocados por motivos de segurança. De acordo com o comunicado divulgado a estimativa da agência é que algo em torno de 35 milhões e 40 milhões de airbags deverão ser incluídos naquele que até o momento já era tido como o maior recall da história.

Antes do comunicado a Takata teria que fazer a substituição de 28,8 milhões de airbags. Agora os números poderão oscilar entre 63,8 milhões e 68,8 milhões de unidades.

Mesmo assim, os carros que foram afetados pelo problema não foram listados para a divulgação.

Veja também:  Jeep Renegade 2017 - Novidades e Preço

Esse número absurdo de airbags está sendo considerado perigoso devido ao fato de terem sido feitos de nitrato de amônia e para completar não possuem a aplicação de um produto químico responsável por diminuir o teor de umidade na bolsa de segurança. De acordo com as informações dadas pelo NHTSA as alterações na temperatura externa bem como a exposição à umidade do ar podem acarretar o rompimento do módulo responsável por inflar o airbag. O problema pode acontecer principalmente em modelos de carros mais antigos. Caso o rompimento aconteça os passageiros poderão ser atingidos por estilhaços de metal.

Nos Estados Unidos as autoridades afirmaram que os defeitos apresentados nos airbags da empresa japonesa já foram responsáveis pela morte de dez pessoas sendo que mais de 100 acabaram feridas.

Veja também:  Renault Captur 2017 - Preço e Características do Carro




O megarecall será efetuado em cinco fases. A informação é de que os trabalhos comecem já este mês e sigam até o mês de dezembro de 2019.

Além deste ser o maior recall da história o NHTSA ressalta que tem como objetivo reparar 100% dos carros prejudicados. Para isso a ajuda não deverá vir apenas da empresa japonesa como também das montadoras e da população em geral.

Mesmo atingindo tantos carros ao redor do mundo este megarecall pode não estar próximo do fim como se tem pensado. O órgão segue ainda realizando estudos nos dispositivos feitos com nitrato de amônia e um produto químico para controle da umidade para a verificação se é de fato seguro ou não os processos que estão sendo adotados.

Veja também:  Toyota Hilux 2017 - Preço, Ficha Técnica e Versões

Por Denisson Soares

Inserir um comentário