Jeep Renegade Longitude 2.4 Tigershark é lançado na Argentina


Modelo chega ao país vizinho custando cerca de R$ 158 mil e não deverá ser lançado no Brasil.

Após ter iniciado, na Argentina, as vendas do Renegade em fevereiro deste ano, a grande e renomada fabricante de veículos automotores Jeep atacou novamente no país vizinho, haja vista que nesta oportunidade a empresa lançou a versão Longitude, a qual vem equipada exclusivamente com o propulsor 2.4 Tigershark e com câmbio automático.

Este motor dotado de 16 válvulas possui a capacidade de produzir uma potência de 187 cavalos e um torque de 24 Kgfm. O propulsor trabalha em conjunto com um sistema de câmbio automático de última geração que contém nove velocidades. O valor de comercialização sugerido para esta nova versão do renomado e famoso Jeep Renegade é de 640 mil pesos, valor este que se fosse convertido em reais daria em torno de R$ 158 mil.

Veja também:  Toyota Corolla 2017 passa por Facelift no Brasil

Os acessórios do Renegade Longitude 2.4 Tigershark são os mesmos do modelo comercializado aqui no Brasil, ou seja, o carrão vem equipado com sistema de controle de tração e estabilidade, sistema Isofix para fixação de cadeiras infantil, freios a disco tanto nas rodas dianteiras como traseiras, lanterna traseira de neblina, assistente para arrancada em rampas, direção elétrica, ar-condicionado, volante com ajuste de profundidade e altura, sensores de estacionamento na traseira, central de multimídia com a presença de GPS e conexões USB e Bluetooth, além de freio de estacionamento com tecnologia de acionamento elétrico.

Neste ano de 2016, a primeira versão que chegou a Argentina foi a Sport, a qual veio equipada com o já conhecido propulsor 1.8. Contudo, este motor é ofertado por lá somente com o câmbio manual de cinco marchas.

Veja também:  Comparativo Volvo XC90 x Audi Q7 - Qual é Melhor?




Por enquanto a Jeep não disponibiliza ao mercado brasileiro o Renegade com o propulsor 2.4 Tigershark por um motivo bem lógico, o seu preço que é um tanto quanto salgado, pois caso a fabricante resolvesse disponibilizar este motor por aqui, o IPI do modelo iria passar dos atuais 11% e chegaria a 18% caso fosse feita a adaptação para o etanol e caso a utilização deste motor só pudesse ser feita com o uso da gasolina, esta opção resultaria em um imposto de 25%, o que não ocorre na Argentina e favoreceu com que o modelo chegasse.

A novidade para o mercado nacional, porém, é que o atual propulsor 1.8 passará por uma revitalização, a fim de atender às exigências do Inovar Auto.

Veja também:  Novo Audi A4 Ambition 2017 - Preços e Novidades

Por Adriano Oliveira

Inserir um comentário