Jaguar XKSS volta a ser Produzido em Edição Super Limitada


     

Modelo é considerado o primeiro carro esportivo da história e terá apenas nove unidades fabricadas manualmente.

Para a felicidade dos apaixonados por carros, a Jaguar anunciou recentemente que estará produzindo o icônico XKSS na Inglaterra. O modelo historicamente é tido como o primeiro esportivo do mundo. E como era de se esperar em um caso desses, a novidade vai se restringir a algumas poucas pessoas. Isso porque a companhia afirmou que a produção será limitada a apenas nove unidades.

O XKSS terá todas as regalias que tem direito. A produção do carro será feita manualmente por exemplo.

Voltando ao passado histórico, o XKSS teve 16 unidades produzidas lá em 1957, porém, nesse mesmo ano um incêndio atingiu a fábrica de Browns Lane. Dos 16 carros, nove foram destruídos e não puderam ser exportados para os Estados Unidos.

Veja também:  Lançamentos de carros populares para 2017

O “acerto de contas” acontece exatos 59 anos depois. A própria Jaguar já havia deixado claro que se colocava a disposição para fabricar o carro exclusivamente para um seleto (e põe seleto nisso!) grupo de colecionadores e clientes. Claro que o preço chega às alturas. Para se ter uma ideia, nem um valor específico foi divulgado. O que se sabe é que com certeza deverá ultrapassar facilmente um milhão de libras esterlinas. A entrega aos clientes dos modelos acontecerá somente em 2017.

Esse retorno e produção do XKSS em edição super limitada figura como o último grande projeto da equipe Jaguar Land Rover Classic. Esta é a divisão da companhia que fica com a responsabilidade de disponibilizar peças e serviços para modelos clássicos britânicos.





O XKSS fez história desde o seu início e não foi pouca. Para começo de conversa, foram três vitórias seguidas da marca em Le Mans (1955, 1956 e 1957), na época o modelo usado era chamado de D-Type.

Veja também:  Fiat Toro Black Jack 2017 - Edição Especial

Com a chegada do tricampeonato, em 14 de janeiro de 1957, Sir Williams Lyons, fundador da Jaguar, resolveu transformar os 25 D-Type que foram fabricados em versões para serem usadas nas ruas. Claro que inúmeras adaptações tiveram que ser feitas, mas foi assim que o XKSS chegou à vida.

Entre as alterações realizadas para que o carro fosse para as ruas estavam a supressão do spoiler atrás do banco do condutor, exclusão da divisão entre condutor e passageiro, porta adicional no lado do passageiro e o para-brisa mais alto.

O XKSS era movido por um motor 3.4 de seis cilindros. São 250cv de potência com 33,16kgfm de torque. Na época de sua chegada o modelo conseguia ir de 0km/h a 100km/h em 5,5 segundos.

Veja também:  Qual a diferença entre Launch Control e Controle de Tração?

Por Denisson Soares

Inserir um comentário