Samsung pretende entrar no mercado de automóveis


     

Executivos da Samsung pretendem definir as estratégias que serão utilizadas para entrar no mercado de automóveis

Realmente, o mercado de automóveis tem muito o que crescer no Brasil. Tanto, que já tem empresas de outro segmento de olho.

A Apple foi uma das primeiras empresas a investir neste mercado, agora, uma outra gigante que também promete vir com tudo nessa concorrência é a Samsung. Mas o que estas duas grandes empresas têm em comum? A resposta é simples: tecnologia. Com isso, já dá para imaginar o que pode vir por aí. Mas, por enquanto, a Samsung deverá iniciar um negócio apenas dentro do seu repertório. A informação é de uma publicação feita no jornal KoreaHerald, onde grandes executivos da gigante sul-coreana relatam que estão prestes a se reunirem para definir as estratégias que serão utilizadas nessa empreitada.

Veja também:  Hyundai New Tucson 2017 - Características e Lançamento

Dentre os executivos mencionados no jornal estão Boo-Keun, Kwon Oh-hyun, Shin Jong-Kyun e Lee Jae-yong, o vice-presidente da empresa. O grupo de executivos já estava realizando conferências anuais para amadurecer a ideia, que já é bem antiga. Agora, o plano é se reunir periodicamente até a decisão final da companhia de tirar as estratégias do papel. Já existe uma conferência marcada ainda para este mês de dezembro para a discussão a respeito das mudanças que a Samsung pretende fazer em seu repertório de produtos, para reaver as perdas sofridas nos últimos meses, além de um debate que deverá ocorrer também sobre este novo negócio que a empresa pretende entrar.





Veja também:  Fiat Siena 2017 - Preço, Ficha Técnica e Versões

Os executivos estão ansiosos em debater todos os assuntos que abordarão os novos negócios, entre eles tecnologia e smartphones serão os principais, mesmo a intenção estando voltada para o mercado de automóveis e autopeças, pois ambos os mercados podem estar interligados no futuro. E, sabendo disso, a Samsung providenciará uma nova equipe de profissionais para atuar no desenvolvimento deste mercado e na produção de componentes necessários para os próximos anos.

Ainda na mesma publicação, há informações de que a Audi, uma das maiores montadoras do momento, também pode estar interessada nos negócios da Samsung.

Por Daniela Almeida da Silva

Samsung

Inserir um comentário