Novo Citroen Aircross 2016 chega ao Brasil com Design mais Aventureiro


     

Carro é baseado no C4 Cactus Europeu e deverá chegar às concessionárias brasileiras ainda neste ano de 2015.

A fabricante francesa Citroën divulgou na última terça, dia 10 de novembro, a primeira imagem do novo Citroën Aircross.

O modelo 2016 deve chegar ao mercado brasileiro até o final do ano de 2015, com um design mais aventureiro.

Conforme divulgado pela própria Citroën, a minivan aventureira inspirada nos SUVs vai trazer uma combinação de tecnologia com requinte e funcionalidade.

O desenho dos faróis mais finos e as linhas mais arredondadas caracterizam as principais diferenças externas para o novo modelo.

Apesar de ter um design exclusivo, esse visual foi baseado no C4 Cactus europeu.

Veja também:  Chevrolet Cruze Sport6 2017 - Lançamento e Novidades

Com um estilo moderno, ousado e dinâmico, como a própria marca cita, o Aircross 2016 apresenta diferença nas rodas de 16 polegadas e vários detalhes em cinza fosco por toda a parte externa da carroceria.

Destaque para um novo faról exclusivo para iluminação diurna através de LEDs, com uma grade invadindo os faróis tornando o para-choque com um visual mais robusto.





Na parte traseira, uma das versões não terá o estepe na tampa. Haverá pequenas alterações no para-choque e no design interno das lanternas.

A montadora anunciou o início da fabricação em série do novo Aircross 2016 na fábrica de Porto Real, no estado do Rio de Janeiro.

Para a reestilização do novo modelo foram investidos mais de 150 milhões de reais, que contou com a participação do Latin America Tech Center, com sede no Brasil.

Veja também:  Novo Jeep Compass 2017 é sucesso de Vendas no Brasil

Apesar de ainda não ter divulgado maiores detalhes, a fabricante Citroën afirma que o interior será totalmente modificado. Apenas indica que o painel vai ter uma nova central multimídia e bancos virão com uma forração diferenciada.

A motorização deve continuar a mesma, com opções de 1.5 e 1.6 16V, com câmbio automático de quatro velocidades ou manual com cinco marchas. Podendo conter alterações em busca de maior potência e minimizando o consumo de combustível.

Jean Fretta Pereira

Inserir um comentário