Novo Ford Ka e Ka+ 2016 – Novidades e Preço das Versões


     

Veículo da Ford ganha novos itens de série e sofre um leve aumento de preço.

Para os consumidores que estavam aguardando, a renomada montadora de veículos automotores Ford já lançou aqui no país a linha 2016 do Ford Ka, que dessa vez veio com mais acessórios a fim de agradar os consumidores, porém, o valor foi reajustado.

As duas versões deste veículo, a hatch e a sedã, foram contempladas com estes novos acessórios, sendo que nas suas versões mais básicas estes veículos tiveram um reajuste de R$ 600,00, uma vez que o valor da versão hatch era de R$ 39.390 e passou a ser de R$ 39.990, já a versão sedã antes era comercializada por R$ 42.390 e passou a ser vendida por R$ 42.990.

Veja também:  Fiat Fiorino 2017 - Preço e Novidades

As novidades com relação aos novos acessórios que foram inseridos nessa versão 2016 do Ford Ka ficam por conta do sistema Isofix que foi colocado em todas as versões do veículo e serve para fazer a fixação das cadeirinhas, bem como entrada USB com função de carregamento de dispositivos por meio da função MyConnection, que foi atualizado e agora permite que os usuários façam a emissão de comandos de voz para funções do smartphone através do Bluetooth.

A versão topo de linha do Ka e do Ka+, a SEL, agora já vem de fábrica com os retrovisores externos sendo regulados por meio de comandos elétricos. No três volumes, em qualquer das opções disponibilizadas para o consumidor, existe a presença de faróis de neblina já inseridos como item de série.

Veja também:  Volkswagen CrossFox 2017 - Características e Novidades




Já na parte mecânica, essa edição 2016 do Ka não trouxe nenhuma alteração, uma vez que a fabricante optou por manter os propulsores 1.0 (com capacidade de produção máxima de potência de 85cv) e o 1.5 (com potência máxima de 110cv), sendo que em ambas as configurações estes motores são flex.

Em qualquer uma das opções de motorização os propulsores trabalham juntamente com uma transmissão manual de cinco marchas.

Por Adriano Oliveira

Inserir um comentário