Novo Renault Sandero RS – Lançamento e Preço no Brasil


     

Veículo chega às concessionárias em setembro deste ano e custará cerca de R$ 59 mil.

A Renault divulgou o preço que irá sugerir para as vendas do novo Sandero RS. O automóvel terá um custo de R$ 58.880. As vendas no mercado nacional devem ter início nos primeiros quinze dias do mês de setembro. O preço é considerado menor do que a mídia automotiva estava apontando, que era em torno de 60 mil reais.

O modelo vai chegar com um motor Flex 2.0 de 16 válvulas e 150 cavalos, que é semelhante ao utilizado no Renault Duster, com 10 cavalos a mais. A transmissão será manual com seis velocidades, a qual também veio do SUV da montadora. O câmbio contará com alguns ajustes na relação de marchas e na trambulação.

Veja também:  Lei do Farol Baixo volta a Valer nas Rodovias Brasileiras

O novo Renault Sandero RS tem uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8 segundos. A sua velocidade máxima, segundo dados da fabricante, é de 202 km/h.

Em termos de equipamentos, o modelo que chega mês que vem trará um novo controle de estabilidade com a opção esportiva, terá a regulagem da suspensão e direção remodeladas e contará com freios a disco para as quatro rodas. Haverá somente um item opcional para o modelo, que serão as rodas de 17 polegadas, que se forem colocadas no lugar das de 16 polegadas terão um custo adicional de mil reais.





O substituto do Clio

O Kwid está fazendo testes na Índia e conta com vendas no mercado asiático, O modelo vai contar com produção no mercado brasileiro no ano que vem. O objetivo da Renault com o modelo é substituir o Clio para ser o veículo de entrada da marca. A versão brasileira contará com algumas alterações em comparação ao que está sendo vendido na Índia. O design será uma das mudanças que devem acontecer.

Veja também:  Hyundai Veloster Turbo - Lançamento e Preço no Brasil

O modelo Renault Kwid é 13 cm mais curto que o Clio. O seu projeto foi desenvolvido em vários laboratórios antes de ser liberado para o mercado indiano. Será que vai vingar como substituto do Clio?

Inserir um comentário