Quando eu devo usar a luz alta do carro?


     

Muitas pessoas não fazem ideia de quando devem utilizar esse recurso do carro. Confira dicas nessa matéria para não passar vergonha e cometer alguma infração.

Quando devo usar a luz alta do meu carro?

Os motoristas nem sempre sabem quando e como usar a luz alta do carro, não é mesmo? As vezes utilizamos em momentos errados e recebemos “buzinadas” do carro que vem do lado contrário, e com razão. Nessa matéria você confere o que precisa saber para utilizar bem esse recurso de seu veículo.

Luz Alta

Você poderá utilizar ela apenas em vias que não sejam iluminadas. A mesma deverá ser desligada imediatamente no momento em que o motorista avistar um outro carro que venha no sentido contrário, ou então, quando estiver atrás de outro automóvel no mesmo sentido.

De acordo com o Códito de Trânsito Brasileiro, é permitido que o motorista pisque a luz alta para indicar uma ultrapassagem ou quando há algum tipo de risco na via.

Porém, quando a um abuso disso, ocorre uma infração média e quatro pontos na carteira. Há também uma multa no valor de R$ 85,13. Muitos veículos que possuem o farol em xênon ou LED já de fábrica, contam com regulagem que alterna a intensidade da luz de maneira automática de acordo com a necessidade da estrada ou quando se cruza/segue outro carro.

Veja também:  Volkswagen CrossFox 2017 - Características e Novidades




A permanência com a luz altas em vias públicas que contem com boa iluminação, dá três pontos na carteira e uma multa no valor de R$ 53,20.

Todo o cuidado é pouco e é bom sempre saber quando e como utilizar esse recurso do veículo.

Luz de Freio

A luz dos freios tem uma luminosidade mais forte frente a luz de posição da lanterna. Isso se faz necessário para que os outros motoristas possam notar que o veículo à sua frente está freando. Em janeiro de 2009, a chamada luz breaklight, terceira luz do freio, é obrigatória no Brasil. Caso a luz esteja queimada, da mesma maneira como as luzes da frente, o motorista poderá perder quatro pontos na carteira e levar uma multa de R$ 85,13.

Veja também:  Novo Hyundai i30 2017 - Lançamento e Principais Novidades

Luz da Ré

O CTB aponta que andar em marcha à ré é permitido para uma distância pequena para se fazer manobras, as quais não causam riscos para a segurança. Não é libertado aquele recuo em ré em uma via pública para que você escape de uma faixa de trânsito mais cheia ou corrigir o seu trajeto.

A luz da marcha à ré deve ter a cor sempre branca. Se ela for pintada em outra cor ou um agente de trânsito veja um movimento mais perigoso, o condutor levará cinco pontos na CNH e uma multa de R$ 127,69.

Seta ou luz de mudança de direação

Essa causa muita dor de cabeça para alguns que não sabem usá-la ou deixam de fazer isso. Ela é obrigatória para ultrapassagens, conversão de vias, retorno e mudança de faixa. Não precisa ser acionada para casos de embarque e desembarque, por exemplo, pois o CTB aponta o uso da luz de posição. Quando ela pode ser utilizada, é necessário fazer gestos com o braço esquerdo. Quando a luz da seta é usada de forma errônea, é infração grave, com cinco pontos na carteira e multa de R$ 127,69. 

Inserir um comentário