VW Amarok Highline brasileira com motor TDI 2.0 Turbodiesel de 163cv

Vote nessa matéria: 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas6 estrelas7 estrelas8 estrelas9 estrelas10 estrelas

     





Uma surpresa no lançamento da VW Amarok brasileira. Segundo anúncio divulgado agora há pouco pela VW em seu Twitter oficial (leitura recomendada, aliás), a picape média contará, incialmente, com apenas com uma opção de motorização e uma de acabamento, a Highline, completa, com quatro airbags e rodas de 18 polegadas. E pode ficar tranquilo que a versão do motor é a mais potente, de 163cv, com dois turbocompressores e injeção common rail (direta).

A potência não é muito grande, mas o torque de 400NM (pouco mais de 40kgfm) pode ser considerado adequado a este tipo de veículo. É algo que lembra um motor de caminhão, onde a potência máxima não é tão grande (considerando-se o tamanho e o peso do veículo), mas o torque é alto e entregue já a baixos RPM (no caso da Amarok, a 1750RPM). Ou seja, não é motor que vá entregar um grande desempenho, mas é apropriado para carregar muita carga sem sofrimento.

De resto, as informações são as mesmas que tínhamos passado anteriormente, da Amarok argentina. A capacidade de carga é aquela mesma, 1,15 toneladas na caçamba, 2,8 toneladas no reboque, assim como tração, transmissão e outros dados. Só surgiu um dado importante, o consumo, de 12,8km/l com diesel (dados do fabricante). Fazendo essa média, seu tanque de 80 litros aguenta mais de 1000km sem precisar reabastecer.


Participe! Deixe um comentário sobre esta matéria.

Trackbacks

  1. [...] é um pouco diferente desse protótipo das fotos aí abaixo. Informações atualizadas sobre a Amarok 2010 aqui e fotos da Amarok aqui. Muitos sempre esperaram que a Volkswagen desenvolvesse alguma picape para [...]

Quer realizar um comentário?

*





RSS RSS (comentáos)