Tabela Fipe – o que é, para que serve e como usar?

A tabela de preços de veículos usados apurada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) é, sem dúvida alguma, a maior referência que temos hoje no mercado para tomarmos decisões no comércio. É tão comum que praticamente todo vendedor de carros a consulta cotidianamente, e está sempre sendo usada como argumento. Mas você sabe como ela é apurada e quais são seus usos?

A tabela Fipe se baseia em pesquisas de preços médios praticados em 24 estados brasileiros, descartando valores muito abaixo ou acima da média. O objetivo dela está claro na própria página da Fundação: servir como base de cálculo para o IPVA. Como é um índice, também está explícito em sua página, pode ser usada em contratos. O mais comum é que ela sirva de base para contratos de seguradoras e financeiras.

Portanto, a tabela Fipe é uma média nacional. Não aparecem nela diferenças regionais e, por isso, é comum que em alguns estados os preços médios de mercado estejam acima ou abaixo da tabela, em variações até maiores que 15%. O Brasil é um país grande.

Também é importante ressaltar que os preços foram praticados no passado. Não significa que continuarão a ser praticados no futuro. Por exemplo, quando estourou a crise lá pelo começo do ano, muitas lojas passaram a anunciar carros até 20% abaixo da tabela Fipe. Isso não era desconto, era a situação dos preços do mercado de então. Agora, com a volta do IPI, a tendência é que os preços de carros novos subam, puxando os preços de usados. Portanto, a tabela Fipe provavelmente estará refletindo preços abaixo dos praticados no mercado, por algum tempo.

Essas diferenças que surgem entre regiões e os preços do passado fez com que certas entidades, como a Auto Informe, que apura a inflação do carro, desenvolvessem sistemas próprios para apurar o preço. Também nada mais são que outros índices de preços, embora não oficiais.

Como usar

Você deve ser criterioso ao usar a tabela Fipe. No caso dos seguros, você não escapa, mas se os preços médios de carros praticados em sua região forem maiores que os preços da tabela, convém fechar o contrato do seguro com prêmio de 110% ou mais, se houver. Provavelmente a seguradora já oferece isso.

Já se você está vendendo ou comprando um carro, o ideal mesmo é pesquisar os preços praticados no mercado. Você pode partir da tabela para ter uma base, usar a variação percentual média em sua região como parâmetro, mas consultar sites de classificados de carros quase sempre será uma melhor alternativa, principalmente numa época em que os preços estejam oscilando tanto, como em 2009. Lembre-se que alguns modelos, principalmente importados, podem variar mais de preço de uma região para outra.

E, é claro, para usar a tabela você deve visitar o site da Fipe: http://www.fipe.org.br/web/index.asp

7 comentários em “Tabela Fipe – o que é, para que serve e como usar?

  1. Pingback: IPVA 2010 será mais barato em todo o Brasil • Carro Bonito

  2. Gostaria de saber como faço para comprar todas as tabelas e suas atualizações periódicas.

  3. sou vendedor de carro vou ficar desempregado . estas regras ferram com a classe media que e a maior consumidor de veículos usados . muitas lojas vão fechar

  4. lojas de carros usados é uma máfia, principalmente quando financiam ,a tabela que eles usam é diferente da financiadora e depois de feito o negócio a financiadora devolve o chamado RETORNO que é a diferença da tabela da loja em relação ao da financeira .por que ninguém denuncia essa corja?

Inserir um comentário